terça-feira, abril 05, 2011



Alguém já parou pra pensar em qual a sua serventia profissional? Qual o seu talento? Será que vale a pena apenas sobreviver profissionalmente? Será que tudo que vc achava que era não é mais ou nunca foi?
Será que vc já sabe qual sua vocação? Será que vc fez a faculdade certa? Será que tem jeito de consertar ainda?
Tenho certeza que muita gente nesse exato momento se pergunta a mesma coisa... e mais ainda... se sente acorrentado a conveniências profissionais ou mesmo financeiras.
Pra falar a verdade eu sou uma dessas pessoas...
Sempre faço um balanço da minha vida antes e logo após o meu aniversário e sempre chego à conclusões bacanas e que modificam pra melhor a minha vida... só que ainda não tinha parado pra pensar no  meu lado profissional...
Já passei por modificações acadêmicas, modificações sentimentais, modificações físicas (cabelo, tá gente...sempre mudo o cabelo quando não tenho nada pra mudar...hahahhaa)
Proposital ou não, após meu aniversário eu sinto que preciso dar uma sacudida na vida. E pensar em mudar o meu rumo profissional (ou dar um rumo verdadeiro a ela) é o que tem me consumido atualmente. Só que não sei por onde começar...
Cada vez que penso nisso, mais confusa eu fico...
Queria tanto ter um talento manual, saber tocar um instrumento ou até quem  sabe ter dotes culinários, pq aí ficaria mais fácil pra mim... tipo: "larga tudo e vai tocar num barzinho..." ou ainda: "larga tudo e monta um ateliê de costura..." ou "vai fazer quentinha pra fora...", mas não fui agraciada com tais talentos... e pra falar a verdade não sei qual o meu talento ainda... Dizem que pessoas interessantes nunca sabem o que vieram fazer na terra...hahahahaha. Será que sou assim???? Não quero ser interessante sem rumo...(acho que vou fazer um teste vocacional...) Será que adultos podem fazer esses testes???( é meio ridículo, né??? Uma mulher feita não saber ainda pra quê serve...)
Mas esse é o meu dilema agora...
Será que eu tenho solução na vida???espero que sim.... (Oh, God!!!)

4 comentários:

Paty Lenny disse...

Nossa, sinto o mesmo que você. E uma angústia que me paraliza. Eu tenho vários dotes e várias idéias de coisas que posso fazer. Mas fico justamente no comodismo da segurança financeira que meu trabalho me dá. Morro de vontade de largar tudo e fazer o que gosto, mas morro de medo. Não tenho medo de ser demitida, porque aí eu ía mesmo ter que fazer o que gosto, mas não tenho coragem de tomar nenhuma atitude. Tenho medo de arriscar e não dar certo!
:(

disse...

Oi Paty, que bom que não estou sozinha nesse barco... Não é agradável se sentir assim, mas saber que não somos tão "soltas" na multidão é um alento.
Temos que ter coragem pra mudar...
Força pra gente, né?

Dani Dickel disse...

Ter talento não resolve nada... Tenho vários talentos, vários mesmo e isso não resolveu minha angústia profissional.
Acho que quando chega a hora as coisas acontecem, de uma maneira ou de outra, até o fato de vc descobrir o porque de vc ter vindo pra essa vida, sua vocação. E outra: nem sempre a vocação ajuda. Sabe porque? Vocação as vezes não sustenta! Aí também não dá. Como vc vai ser feliz com algo que não paga seu aluguel, seu supermercado?????

Então acho que o melhor ainda é se adequar à vida atual, tentar fazer da vida profissional a melhor possível, mesmo não sendo o seu "sonho de consumo" de profissão! E pra quem tem talentos manuais (culinária, costura, artesanato e afins), usar isso como hobby ajuda muito!

BEijo,
Dani

Paty Lenny disse...

Pois é Rê, precisamos mesmo de muta força!